terça-feira, junho 27, 2006

Um Filme


Há alguns dias eu voltei a falar com uma pessoa que foi importante para mim em um período da minha vida e ele me fez lembrar de uma musica Calling You e resolvi baixar da Internet , mais do que a música, ele me deu de presente, de volta, Bagdad Café.

Tinha assistido esse filme há muitos anos atrás e não lembrava de nada, apenas dessa música e que tinha me emocionado muito, então decidi assistir novamente, ontem de noite.

Não sei se é TPM, se é vontade de ter uma amiga como a Jasmin, se é a beleza do deserto de Mojave, ou se é só porque é tudo perfeito demais, mas chorei boa parte do filme. Mas, não é um drama, não, é um filme delicado,sensível daqueles que fazem chorar pela beleza, não pelo sofrimento.

Bagdad é uma "cidadezinha" no árido deserto americano que se resume a um café e um hotel. Com longos silêncios, costurados pela música da Jevetta, a chegada da alemã Jasmin muda a vida de Brenda e de todos que vivem no Bagdad Hotel.

Adoro rever filmes que eu gostei, porque os nossos olhares nunca são os mesmos
Também entendi, muito mais, a agressividade da Brenda, mulher sofrida, abandonada, que segura a barra da casa e dos filhos e a linda sensualidade da Marianne Sägebrecht, que faz a Jasmin, mulher madura, fora dos padrões estéticos e que vai se descobrindo, literalmente, enquanto posa para um genial Jack Palance.

O filme tem um toque de sonho, cores muito fortes e um bumerangue que tá sempre indo e vindo, arrematando, pra mim, a idéia de que tudo que você dá, você recebe de volta.
Bagdad Café é uma celebração às diferenças, à amizade, à capacidade de transformação.

Bem é isso ai...

Ouvindo.: Calling You - Jevetta Steele

Um comentário:

natalia disse...

Hola...saludos desde Uruguay!